As aparências iludem

By Anita Gonçalo
Fevereiro 24, 2014
0

Certo dia, o ratinho Kiko foi dar um passeio ao parque.

Estava a passear pelo parque, quando encontrou uma bela ratinha.

- Olá! Como te chamas? – disse o Kiko.

- Oi, chamo-me Nici, e tu?

- Eu sou o Kiko. Onde vives?

- No Monte Alto, e tu Kiko? – perguntou ela.

- Eu vivo na Planície Ar! Queres ir brincar para o escorrega?

- Sim pode ser!

- Primeiro descem as meninas!

- Claro, és um grande cavalheiro!

- Obrigado!

Ela desceu, depois ele…e assim sucessivamente.

O Kiko estava sentado no escorrega para escorregar e ela empurrou-o ao mesmo tempo que lhe disse:

- Despacha-te rato estúpido, é a minha vez! – disse a Nici.

- Nici! – Disse ele espantado. Não esperava isto de ti, parecias um doce de rata. Eras simpática e agora antipática, tu não mereces ninguém… Nem a minha amizade. Adeus!

- Está descansado, eu também não gosto de ti, só queria ver se eras uma pessoa má, ou uma pessoa boa, mas és bom, e não podes ser meu amigo, porque todos os meus amigos são maus e rebeldes. HAHAHAHAHAH – disse ela com um ar maléfico.

Ele foi para casa.

- Mãe! Eu hoje pensei que tinha arranjado uma amiga, mas não, eu brinquei com ela, mas quando estava a escorregar elas empurrou-me e disse-me coisas muito más.

- Não estejas triste! Ela não merece a tua amizade, por isso, é que ela te fez isso.

- Pois…! Mas ela parecia ser tão boazinha.

- Filho! As aparências iludem!

- O que quer dizer isso, mãe?

- Que as pessoas parecem uma coisa., mas são outra.

- Obrigada, mãe, adoro-te!

CONCLUSÃO: As pessoas às vezes parecem uma coisa mas são outra, e só querem o nosso mal!

Anita Gonçalo

Comments: 0

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>